• geral@appbg.pt

Colóquio - A Terra: conflitos e ordem

Homenagem ao Professor António Ferreira Soares
Sábado 8 de Novembro de 2008

link: https://woc.uc.pt/dct/event/dataEvent.do?elementId=55

A Ciência faz-se de ideias criativas e de saberes acumulados pacientemente, a que a modéstia, a reflexão e a capacidade de trabalho não são alheias. Como melodias ou estilos que passam de moda, os contributos científicos têm o seu tempo, para depois se diluírem no património anónimo que detém cada ramo do saber. Deste contínuo sobressaem esteios, sobre os quais repousam as marcas indeléveis deixadas por personalidades marcantes, cujo carácter, erudição e obra contribuíram de modo expressivo para o progresso de um domínio do conhecimento.

Tais factos ditam a presente homenagem, merecida por quem labuta há mais de meio século nas entrelinhas do livro da Terra, descochando novelos do gande e intricado nó górdio que é a Geologia de Portugal. O seu estilo e saberes são conhecidos por todos aqueles que fizeram das ciências geológicas e geográficas o seu modus operandi, muitos dos quais antigos alunos ou orientandos, nos quais se arraigaram raízes e laivos profundos do leitmotiv que o Mestre sempre procurou imprimir.

Assim desponta este convite à comunidade científica e ao universo escolar português, para um convívio singelo na Universidade de Coimbra, em torno de um justo tributo ao Professor António Ferreira Soares e ao seu papel incontornável, sempre cumprido de forma entusiasta, em prol da ciência e do ensino.

 

◊ PROGRAMA ◊
09.00 – Recepção dos participantes
09.50 – Sessão de abertura
10.20 – Rogério Bordalo da Rocha (Universidade Nova de Lisboa)
Júlio Marques (Universidade de Coimbra)
Notas biográficas e académicas sobre a personalidade e obra de A. Ferreira Soares
10.45 – António Ribeiro (Universidade de Lisboa)
Rogério Bordalo da Rocha (Universidade Nova de Lisboa)
Tema: Mensagem da Sociedade Geológica de Portugal
11.10 – Coffee break
11.30 – Jacques Rey (Université Paul Sabatier, Toulouse)
Tema: Da análise sequencial à Estratigrafia sequencial
11.55 – Luís Duarte (Universidade de Coimbra)
Tema: Estratigrafia do Liásico da Orla Meso-Cenozóica Ocidental
12.20 – Jorge Alarcão (Universidade de Coimbra)
Tema: Arqueologia Coimbrã e do Baixo Mondego
12.45 – Almoço
14.30 – Luís Marques (Universidade de Aveiro)
Tema: Ensino das Ciências da Terra
14.55 – Lúcio Cunha e António Campar de Almeida (Universidade de Coimbra)
Tema: Geomorfologia Coimbrã e do Baixo Mondego
15.20 – Fernando Rebelo (Universidade de Coimbra)
Tema: Riscos naturais
15.45 – Pedro Proença e Cunha (Universidade de Coimbra)
António Martins (Universidade de Évora)
Tema: Estratigrafia do Cenozóico do Baixo Tejo e Baixo Mondego
16.10 – Coffee break
16.30 – Rogério Bordalo da Rocha (Universidade Nova de Lisboa)
Pedro Callapez (Universidade de Coimbra)
Tema: Paleontologia na obra de A. Ferreira Soares
16.55 – Pedro Dinis e Júlio Marques (Universidade de Coimbra)
Tema: Cartografia geológica na obra de A. Ferreira Soares
17.20 – António Tavares
Vivências da juventude
17.45 – António Ferreira Soares
Ao sabor da pena e da alma do artista…
19.30 – Jantar de homenagem

  • 0000-00-00 00:00:00

Subsites

XI CONGRESSO APPBG

Risco Diferentes abordagens no quotidiano do professor de Biologia e Geologia

X CONGRESSO APPBG

Ciências da Terra e Ciências da Vida: Ensino, Aprendizagem e Avaliação - tendências e perspetivas

Jornadas de Refelexão - Outubro 2014

JORNADAS DE REFLEXÃO: "METAS, PROGRAMAS E EXAMES NACIONAIS DE BIOLOGIA E GEOLOGIA - TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS" 11 de OUTUBRO de 2014

IX CONGRESSO APPBG

SUSTENTABILIDADE NA TERRA: DESAFIOS À GEOLOGIA E À BIOLOGIA

Autonomia e Flexibilidade Curricular, Aprendizagens Essenciais e Perfil dos Alunos

encontro destinado aos docentes dos grupos de recrutamento 110 (1º CEB), 230 e 520 (Ciências Naturais | Biologia e Geologia). Formação privilegiada, objetivando um debate aprofundado em torno do Perfil dos Alunos e do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular, assim como das Aprendizagens Essenciais nos diferentes ciclos de escolaridade