• geral@appbg.pt

Formação em Biodiversidade e Sustentabilidade - PROJETO INQUIRE

LOCAL
Jardim Botânico/Departamento de Ciências da Vida/ Universidade de Coimbra.

 

PREÇO
Grátis. Curso financiado pelo projeto educativo europeu INQUIRE.

 

DESTINATÁRIOS
Professores de ciências da natureza/ciências naturais e de geografia (progressão na carreira para os grupos de recrutamento 230 e 520); educadores de jardins botânicos/parques verdes/museus. Nº participantes: mín. 10-máx 20. Acreditação n.º CCPFC/ACC-67438/11. 60 horas (30 horas presenciais; 30 horas não presenciais) = 2,4 créditos.

 

CONTEÚDOS
Os conteúdos programáticos da área das ciências no ensino básico vão ao encontro das temáticas da perda de biodiversidade e das alterações climáticas globais. É este o enfoque desta acção de formação, que pretende cativar os educadores para a utilização de uma metodologia inovadora, em espaços fora da sala de aula, através da exploração dos recursos naturais, enquanto modelos educativos e instrumentos singulares a aplicar no ensino formal e informal.

Os jardins botânicos são espaços ideais enquanto facilitadores de recursos pedagógicos e científicos para o ensino das ciências. Em ambiente exterior à sala de aula (ensino informal), oferecem oportunidades fantásticas, proporcionam ambientes estimulantes e situações reais, a explorar por estudantes e professores na construção do conhecimento.

A ação de formação proposta, na modalidade de oficina de formação, pretende desenvolver a metodologia inquiry-based science education (IBSE) e aplicá-la na produção de novos recursos e instrumentos pedagógicos e didáticos, ao nível do ensino formal e não formal, dos alunos do 5.º ao 9.ºano de escolaridade (10 aos 14 anos).

 

METODOLOGIA
Metodologias de trabalho ao longo das sessões: atividades de cariz prático, ações ambientais e cooperativas; desenvolvimento de propostas de atividades em contextos diferentes; discussão/reflexão crítica sobre as atividades desenvolvidas e sobre a sua utilização pedagógica. O curso terá a duração total de 30 horas presenciais e 30 horas de trabalho autónomo:

Trabalho Presencial:

Aplicação da metodologia IBSE em que o conhecimento é construído através da experimentação, discussão de ideias com professores e colegas e pela interação direta com o fenómeno científico. Ao adoptar uma atitude prática, o IBSE pretende conduzir à compreensão dos conceitos científicos. Serão trabalhados materiais relacionados com experiências pedagógicas já desenvolvidas, a partir dos quais os formandos tomam contacto com os conceitos teórico-práticos que poderão colocar em prática posteriormente. Paralelamente é feita uma avaliação dos sucessos e insucessos de cada formando, assim como a partilha de experiências no sentido da crítica e avaliação construtivas.

Trabalho autónomo:

Cada formando tem que produzir o seu projeto/trabalho cumprindo determinadas tarefas: seleção e preparação do projecto; organização dos conteúdos e estratégias na construção dos materiais a utilizar; execução do projecto com os alunos; avaliação do projecto relativamente à eficácia de aprendizagem dos alunos; elaboração de portefólio.

 

CRONOGRAMA
TOTAL: 60 horas (30 horas presenciais; 30 horas não presenciais) = 2,4 créditos.
- Dia 14 janeiro (sábado) - 9:30-12:30h e das 14:00-17:00 h (6 horas).
- Dia 21 janeiro (sábado) - 9:30-12:30h e das 14:00-17:00 h (6 horas).
- Dia 28 janeiro (sábado) - 9:30-12:30h e das 14:00-17:00 h (6 horas).
- Dia 11 fevereiro (sábado) - 9:30-12:30h e das 14:00-17:00 h (6 horas).
- Dia 16 junho (sábado) - 9:30-12:30h e das 14:00-17:00 h (6 horas).

 

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO
Experiência académica, curricular ou profissional, em áreas de biologia, geografia, ambiente, ecologia ou equivalentes; facilidade de escrita e entendimento da língua inglesa; facilidade e experiência na utilização de aplicações informáticas (processamento de texto, edição de imagem, internet, webdesign, ...).

 

AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS
A avaliação dos formandos será efetuada numa escala quantitativa, de 1 a 10 valores, nos termos da Carta Circular CCPFC - 3/2007, de Setembro de 2007.

Não serão certificados os formandos que, no final da ação, não obtenham uma classificação mínima de 5 valores e/ou não participem num mínimo de 2/3 das sessões presenciais conjuntas.

Para efeitos de avaliação serão ponderados os seguintes critérios: - participação, cooperação e trabalho em grupo - 15%; - produção de materiais didáticos - 35%; - portefólio final - 50%.

No início da formação, os parâmetros da avaliação serão clarificados com os formandos e divulgados os respetivos descritores.

 

FORMADORES
Teresa Bettencourt (Bióloga/Especialista em didática das ciências - Universidade de Aveiro), Isabel Paiva (Bióloga - Escola Secundária Quinta das Flores - Coimbra), João Oliveira (Geólogo - Colégio Rainha Santa Isabel - Coimbra), Cristina Tavares (Bióloga/Coordenadora do serviço educativo do Jardim Botânico, FCT Universidade de Coimbra).

 

RAZÕES JUSTIFICATIVAS
O programa pan-europeu INQUIRE é uma iniciativa inovadora para a formação de professores, concretizada por um amplo consórcio de dezassete jardins botânicos, museus de história natural e ONG's. Com a coordenação a cargo do Jardim Botânico da Universidade de Innsbruck e com o apoio do BGCI (Botanic Garden Conservation Internacional), o INQUIRE é um curso prático novo, anual, de desenvolvimento profissional contínuo (DPC) dirigido para professores qualificados de onze países Europeus. O seu enfoque na metodologia inquiry-based science education (IBSE), aplicada ao ensino das ciências, reflete o crescente consenso da comunidade científica de que a eficácia deste método ultrapassa o das actuais práticas de ensino.

O Jardim Botânico da Universidade de Coimbra participa neste projeto. Nesta metodologia de "Ensino por Pesquisa" o conhecimento é construído através de experimentação, discussão de ideias com professores e colegas e pela interação direta com o fenómeno científico. Ao adotar uma atitude prática, esta metodologia, a explorar não só em espaço exterior como também em sala de aula, promove a compreensão dos conceitos científicos.

A ação de formação proposta, na modalidade de oficina de formação, pretende desenvolver a metodologia IBSE e aplicá-la na produção de novos recursos e instrumentos pedagógicos e didáticos ao nível do ensino formal e não formal dos alunos do 5.º ao 9.ºano de escolaridade (10 aos 14 anos).

 

INSCRIÇÕES
Preenchimento da ficha anexa e envio até dia

30 de Outubro de 2011, por correio para:
Ana Cristina Tavares
Gabinete Jardim Botânico
Universidade de Coimbra
Calçada Martim de Freitas
3001-455 Coimbra

ou por email para actavar@bot.uc.pt

A resposta aos candidatos aceites será enviada por escrito até 30 de Novembro 2011. Contatos para qualquer esclarecimento: Telef. 239855233| Fax: 239855211| Telem. 917033100.

Nota: As inscrições só serão válidas após boa receção da ficha de identificação devidamente preenchida e envio de Curriculum Vitae.

  • 0000-00-00 00:00:00

Subsites

XI CONGRESSO APPBG

Risco Diferentes abordagens no quotidiano do professor de Biologia e Geologia

X CONGRESSO APPBG

Ciências da Terra e Ciências da Vida: Ensino, Aprendizagem e Avaliação - tendências e perspetivas

Jornadas de Refelexão - Outubro 2014

JORNADAS DE REFLEXÃO: "METAS, PROGRAMAS E EXAMES NACIONAIS DE BIOLOGIA E GEOLOGIA - TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS" 11 de OUTUBRO de 2014

IX CONGRESSO APPBG

SUSTENTABILIDADE NA TERRA: DESAFIOS À GEOLOGIA E À BIOLOGIA

Autonomia e Flexibilidade Curricular, Aprendizagens Essenciais e Perfil dos Alunos

encontro destinado aos docentes dos grupos de recrutamento 110 (1º CEB), 230 e 520 (Ciências Naturais | Biologia e Geologia). Formação privilegiada, objetivando um debate aprofundado em torno do Perfil dos Alunos e do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular, assim como das Aprendizagens Essenciais nos diferentes ciclos de escolaridade