• geral@appbg.pt

Parecer acerca da Prova de Exame Nacional do Ensino Secundário - Prova Escrita de Biologia e Geologia 702 – 1.ª Fase 2019

 

Consideramos que a prova está globalmente equilibrada, alinhada com as Aprendizagens Essenciais (AE´s) publicadas e com os programas homologados da disciplina, assim como articulada com a informação-exame divulgada pelo IAVE, I.P.

Congratulamo-nos com a estabilidade da prova – não se observam alterações significativas de estrutura e cotações, registando, com apreço, uma simplificação das tabelas de descritores de desempenho para a classificação dos itens de construção. Relevamos estes factos dado que entendemos que a Biologia e Geologia é uma disciplina que exige a mobilização de conhecimentos e capacidades gerais, específicas e transversais complexas e abrangentes, encontrando-se a estrutura de prova adequada.

Observamos que a prova é especialmente trabalhosa, exigindo uma análise aprofundada de suportes documentais diversificados, extensos e complexos, destacando-se os grupos II e III.
Nestes, é necessário analisar e interpretar suportes complexos e longos no formato de textos, figuras, quadros e gráficos, extraídos de artigos científicos, que mobilizam níveis de maturidade e literacia elevadas, o que aumenta a extensão e a dificuldade da prova. Contudo, registamos uma extensão adequada ao tempo regulamentar, denotando-se equilíbrio entre as componentes de Biologia e Geologia assim como a avaliação de competências nos domínios concetual e procedimental prevista. Os itens de construção encontram-se ajustados aos conteúdos definidos.

Após análise detalhada da prova de exame e auscultados os nossos associados, apresentamos alguns contributos e comentários reflexivos:
Grupo I – item 2, os conceitos “deformação contínua” e “deformação descontínua” não constam dos documentos curriculares, o que pode ser um motivo de exclusão da alternativa, e não uma exclusão fundamentada na mobilização de conhecimento.
Grupo I – item 8, relativamente ao elemento A patente nos critérios específicos de classificação, pensamos que deva ser considerada igualmente, como alternativa cientificamente válida, a redação: “A ilha é atravessada por uma falha transformante”.
Grupo II – item 5, o conceito “esporófito” é omisso nas AE´s, motivo que pode ser utilizado para gerar interpretações incorretas e/ou levar à exclusão da alternativa. A correta resolução deste item necessita a mobilização de conhecimento factual sobre o processo de fecundação em plantas com flor (ciclo de vida das angiospérmicas), nomeadamente da relação entre polinização e fecundação, o que extravasa as AE´s.
Grupo III – item 3, para avaliar o valor lógico da afirmação I, poderá ser mobilizada informação a partir do texto e do quadro I, porém, estas poderão conduzir a duas interpretações alternativas.
Se por um lado, um maior transporte levará a um maior grau de arredondamento e, nesse caso, a afirmação seria verdadeira - os grãos de piroxenas descritos apresentam-se com formas angulosas ou subangulosas, pelo que apresentam maior resistência à ação de transporte do que a andaluzite, com formas roladas; por outro, o quadro I revela um decréscimo significativo do teor de piroxenas nos locais amostrados ao contrário da andaluzite – o que invalida a afirmação.
No que diz respeito à afirmação II a noção de “mais do que um ciclo sedimentar” afigura-se-nos complexa e desajustada dos referenciais curriculares em vigor.
Grupo IV – item 9, os critérios específicos de classificação permitem que uma resposta totalmente centrada na perspetiva darwinista possa ter como validados os elementos B e C.

Nota: A análise da componente de Geologia foi realizada em parceria com a Associação Portuguesa de Geólogos, pelo que remetemos para o respetivo parecer.

Coimbra, 28 de junho de 2019

A Direção da APPBG

 

Parecer (PDF)

  • 2019-06-28 15:34:00

Subsites

X CONGRESSO APPBG

Ciências da Terra e Ciências da Vida: Ensino, Aprendizagem e Avaliação - tendências e perspetivas

Jornadas de Refelexão - Outubro 2014

JORNADAS DE REFLEXÃO: "METAS, PROGRAMAS E EXAMES NACIONAIS DE BIOLOGIA E GEOLOGIA - TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS" 11 de OUTUBRO de 2014

IX CONGRESSO APPBG

SUSTENTABILIDADE NA TERRA: DESAFIOS À GEOLOGIA E À BIOLOGIA

Autonomia e Flexibilidade Curricular, Aprendizagens Essenciais e Perfil dos Alunos

encontro destinado aos docentes dos grupos de recrutamento 110 (1º CEB), 230 e 520 (Ciências Naturais | Biologia e Geologia). Formação privilegiada, objetivando um debate aprofundado em torno do Perfil dos Alunos e do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular, assim como das Aprendizagens Essenciais nos diferentes ciclos de escolaridade