• geral@appbg.pt

Ensino Experimental na Aprendizagem das Ciências Naturais (Biologia e Geologia)

Fonte: https://sciencing.com/difference-between-control-controlled-variable-8724178.html

Datas das Sessões síncronas (4) :
05 abril (17h30 – 20h30); 19 abril (17h30 – 20h30); 10 maio (17h30 – 20h30) e 07 junho (17h30 – 20h30)

Local : sessões online (Zoom + Moodle da APPBG)

N.º participantes (máximo/mínimo): 15/10

N.º horas de formação: 15
(Nº de horas online síncronas: 12 horas; Nº de horas online assíncronas: 3 horas)

Abertura de inscrições: 10 de março às 21h00

Fecho das inscrições : 24 de março às 23h59

Preço da ação:
Associados da APPBG com as quotas regularizadas = 35€
Associados da APPBG em situação irregular e não associados = 50€

Condições de admissão e critérios de seriação dos candidatos:
a) 1.ª Prioridade - associados da APPBG com as quotas regularizadas, por ordem de inscrição;
b) 2.ª Prioridade - associados da APPBG em situação irregular e não associados, por ordem de inscrição.

Objetivos e sinopse:
O desenvolvimento das competências inscritas no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e nas Aprendizagens Essenciais Transversais das disciplinas de Ciências Naturais e de Biologia e Geologia pressupõe uma sala de aula onde se possa aprender Ciência e aprender sobre Ciência, de modo a que os alunos percebam o mundo que os rodeia e se tornem cidadãos informados e intervenientes numa sociedade democrática. Será fundamental que os docentes reflitam sobre o trabalho experimental desenvolvido em sala de aula de modo a evoluirmos de um ensino mais demonstrativo para um ensino onde os alunos, através da realização de atividades experimentais de caráter investigativo, constroem o conhecimento a partir da exploração, reflexão e discussão.

Objetivos a atingir:
Esta ação de formação procura ser um espaço de reflexão, promotor da melhoria das competências profissionais dos docentes no ensino experimental das Ciências Naturais, essenciais para a promoção das aprendizagens dos alunos. Pretende-se levar cada docente participante a:
a) Reconhecer a importância das atividades investigativas de caráter experimental na educação em Ciências Naturais;
b) Produzir atividades de sala, com as quais os alunos tenham a possibilidade de explorar um modo de pensar científico;
c) Promover o desenvolvimento de uma atitude de questionamento favorável à mudança da sua prática pedagógica.

Conteúdos da ação:
Apresentação:
a) Apresentação dos formandos e da formadora.
b) Apresentação do plano de trabalho a desenvolver ao longo da formação: conteúdos, modos, calendarização e avaliação.
c) Exploração das questões: O que é a Ciência? Para que serve a Ciência? Quem constrói a Ciência? O que são conceções alternativas? Porquê as atividades investigativas? Exploração dos conceitos de atividades práticas, laboratoriais e experimentais de caráter investigativo.
d) Aprendizagens Essenciais e áreas de competência do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridades Obrigatória: vantagens do desenvolvimento de atividades experimentais de caráter investigativo.

Atividades investigativas de caráter experimental:
a) Os formandos exploram duas atividades experimentais, uma por sessão, possibilitando o aprofundamento dos conceitos científicos envolvidos nas atividades e a vivência de um processo investigativo como facilitador da sua própria aprendizagem.
b) Com a primeira atividade procura-se explorar as etapas envolvidas no trabalho experimental de carácter investigativo (formulação do problema e de uma questão testável; planificação dos procedimentos a adotar perante as hipóteses construídas, com identificação das variáveis envolvidas; execução do procedimento; seleção de métodos para recolha de dados; interpretação dos resultados e conclusões, com levantamento de novas questões).
c) Na segunda atividade, o enfoque recai na construção de instrumentos de avaliação das aprendizagens dos alunos numa perspetiva formativa.
d) Formação de grupos de trabalho para construção das atividades e respetivos instrumentos de avaliação.

Construção da atividade experimental de caráter investigativo:
a) Avaliação intermédia dos trabalhos desenvolvidos pelos formandos, com feedback através da plataforma Moodle.
b) Identificação dos constrangimentos e procura de soluções.

Partilha dos materiais construídos:
Partilha crítica das atividades desenvolvidas por cada grupo de trabalho.

Regime de avaliação:
Os formandos serão avaliados na escala de 1 a 10, de acordo com o despacho n.º 4595/2015. Para obter a certificação, é necessária a frequência de, pelo menos, dois terços do total das 15 horas de formação.

Critérios de avaliação:
A avaliação quantitativa final terá em conta os seguintes itens:
Participação (20%);
Produção e divulgação de materiais (70%);
Elaboração do relatório de reflexão crítica (10%).

Nota:
Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação de formação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do Grupo de Recrutamento 520.
Para efeitos de aplicação do artigo 9.º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para a progressão em carreira de Professores do Grupo de Recrutamento 520.

Registo: CCPFC/ACC-110633/21
Modalidade: Curso de Formação
Destinatários: Professores do grupo 520
Formadores: Margarida Oliveira
Local: sessões online (Zoom + Moodle da APPBG)
Data de início: 2021-04-05 17:30:00
Data de fim: 2021-06-07 20:30:00
Mínimo: 10
Máximo: 15
Data limite de inscrição: 2021-03-24 23:59:00
Preço para Sócios com cotas regularizadas: €35
Preço para Não sócios/sócios em situação irregular: €50

  • 2021-06-29 01:22:44

Subsites

X CONGRESSO APPBG

Ciências da Terra e Ciências da Vida: Ensino, Aprendizagem e Avaliação - tendências e perspetivas

Jornadas de Refelexão - Outubro 2014

JORNADAS DE REFLEXÃO: "METAS, PROGRAMAS E EXAMES NACIONAIS DE BIOLOGIA E GEOLOGIA - TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS" 11 de OUTUBRO de 2014

IX CONGRESSO APPBG

SUSTENTABILIDADE NA TERRA: DESAFIOS À GEOLOGIA E À BIOLOGIA

Autonomia e Flexibilidade Curricular, Aprendizagens Essenciais e Perfil dos Alunos

encontro destinado aos docentes dos grupos de recrutamento 110 (1º CEB), 230 e 520 (Ciências Naturais | Biologia e Geologia). Formação privilegiada, objetivando um debate aprofundado em torno do Perfil dos Alunos e do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular, assim como das Aprendizagens Essenciais nos diferentes ciclos de escolaridade