• geral@appbg.pt

Parecer acerca da Prova de Exame Nacional do Ensino Secundário - Prova Escrita de Biologia e Geologia 702 – 1.ª Fase 2020

Consideramos que, globalmente, a prova se apresenta equilibrada, alinhada com as Aprendizagens Essenciais (AE´s) publicadas e com os programas homologados da disciplina.

Relativamente à sua estrutura, atendendo às alterações operadas, somos da opinião de que a informação relativa à mesma deveria ter sido divulgada mais cedo, ficando por perceber quais os critérios/razões que levaram a essa alteração tão profunda, face à estrutura existente até ao momento. Acreditamos que tenham sido critérios pedagogicamente muito válidos, mas que não são descodificáveis na prova.

Os documentos de apoio são relevantes e ajustados no contexto da prova. A sua identificação/contextualização, decorrente da estrutura assumida, é omissa no caso concreto do texto que serve de suporte ao item I.15.

O facto de os alunos terem a possibilidade de escolha num conjunto mais alargado de itens, além do número de itens contabilizados efetivamente, configura um aspeto da prova que elogiamos e que nos parece relevante e a manter no futuro. Apesar dessa possibilidade, parece-nos ajustado o tempo da prova, tendo em conta a natureza global da mesma.

As cotações dos itens são perfeitamente compreensíveis e decorrentes das situações impostas pelo regime excecional que vivemos, constatando-se uma adequação dos critérios à realidade da prova.

Consideramos apropriado o rigor científico da prova. No que respeita à relevância científica e pedagógica dos conhecimentos que ela mobiliza, pensamos que alguns itens apresentam uma relevância pouco significativa, roubando espaço e protagonismo a outros temas que não foram e poderiam ter sido avaliados, perdendo-se também em termos da abrangência temática da prova.

Regista-se o equilíbrio na avaliação de competências nos domínios concetual e procedimental, bem como a incorporação de itens relativos ao domínio das AE's transversais.

Após uma análise mais fina da prova de exame e auscultados os nossos associados, apresentamos mais alguns contributos e comentários reflexivos:

Grupo I – item 2, consideramos que a linguagem utilizada na opção correta ("a uma inversão no regime tectónico no Miocénico") é pouco acessível à generalidade dos alunos;

Grupo I – item 8, uma nova tipologia de item que, apesar da novidade, não nos oferece qualquer reparo;

Grupo I – item 10, a resolução do item está relacionada com o ponto 1 do Tema IV do programa da disciplina de Biologia e Geologia ("Ocupação antrópica e problemas de ordenamento: zonas costeiras"), que não consta das Aprendizagens Essenciais;

Grupo I – item 17, uma nova tipologia de item que, apesar da novidade, não nos oferece qualquer reparo quanto à sua existência. No entanto, o conjunto das opções apresentadas coloca o grau de dificuldade do item num nível reduzido;

Grupo II - É evidente o desequilíbrio entre o Grupo I e o Grupo II. O Grupo II poderia ser associado com naturalidade à segunda parte do Grupo I, constituindo um grupo independente da sua primeira parte, fazendo-se a partição de forma distinta e mais equilibrada. Aliás, existe mesmo uma separação física (página em branco) entre a primeira e segunda parte do Grupo I, sendo este um exemplo concreto que fundamenta a nossa opinião sobre a estrutura da prova;

Grupo III – item 2, o facto de existirem duas opções com significado muito próximo (afirmações III e IV) e o facto de o texto salientar que os flancos "estavam a movimentar-se lentamente", pode induzir nos alunos a ideia de que a afirmação III não é uma das afirmações corretas a considerar. Realce-se, ainda, que este é um item de resposta obrigatória;

Grupo III – item 7, a redação pode induzir o aluno num sentido que não é aquele que os critérios contemplam. Assim, pensamos que os critérios se afiguram redutores, neste caso concreto, face às possibilidades de resposta que podem satisfazer a explicação solicitada, nomeadamente a possibilidade de ocorrência de fortes explosões vulcânicas, como se pode deduzir a partir do texto ("As amostras de cinzas e de rochas recolhidas ao longo da sequência estratigráfica...").

Nota:
A análise da componente de Geologia foi realizada em parceria com a Associação Portuguesa de Geólogos.

Coimbra, 20 de julho de 2020
APPBG

 

Parecer (PDF)

  • 2020-07-20 12:00:00

Subsites

Jornadas de Refelexão - Outubro 2014

JORNADAS DE REFLEXÃO: "METAS, PROGRAMAS E EXAMES NACIONAIS DE BIOLOGIA E GEOLOGIA - TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS" 11 de OUTUBRO de 2014

IX CONGRESSO APPBG

SUSTENTABILIDADE NA TERRA: DESAFIOS À GEOLOGIA E À BIOLOGIA

Autonomia e Flexibilidade Curricular, Aprendizagens Essenciais e Perfil dos Alunos

encontro destinado aos docentes dos grupos de recrutamento 110 (1º CEB), 230 e 520 (Ciências Naturais | Biologia e Geologia). Formação privilegiada, objetivando um debate aprofundado em torno do Perfil dos Alunos e do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular, assim como das Aprendizagens Essenciais nos diferentes ciclos de escolaridade