Análise dos Resultados do Exame Nacional de Biologia e Geologia, 1.ª Fase - 2016

Na sequência da publicação dos resultados da 1.ª fase dos Exames Nacionais do Ensino Secundário, a Associação Portuguesa de Professores de Biologia e Geologia congratula-se com a subida de 12 pontos na média dos alunos internos, relativamente a 2015, a elevada correlação CIFCE, assim como com a descida da percentagem de reprovações na disciplina de 11 para 8%.

Gostaríamos contudo de anotar o seguinte:

1. continua a ser a disciplina da área das ciências com média das classificações de exame mais baixa - 10,1. Acrescentar que, da totalidade dos exames realizados, apenas os exames nacionais de História A e Francês registam uma média inferior;
2. trata-se da disciplina com maior diferencial entre classificações internas (CIF) e classificações de exame (CE), correspondente a 39 pontos;
3. não se registou nenhuma classificação de exame correspondente a 20 valores;
4. observa-se uma quantidade muito significativa de provas com classificação negativa.

Sendo uma disciplina da componente específica dos Cursos de Ciências e Tecnologias, onde alunos e professores investem significativamente e sendo frequentemente mobilizada como prova de ingresso no ensino superior, a análise dos resultados ora divulgados sugere a urgência de uma reflexão aprofundada entre os diferentes responsáveis educativos: Ministério da Educação e Ciência, Instituto de Avaliação Educativa, IP e Associações de Professores da área, disponibilizando-se desde já a APPBG para o efeito.

Coimbra, 13 de julho de 2016
A Direção Nacional da APPBG