• geral@appbg.pt

Laboratórios Virtuais no Ensino Experimental das Ciências (Turma 2)

Fonte: https://www.explorelearning.com/index.cfm?method=cResource.dspView&ResourceID=641

Datas das Sessões síncronas:

10 de abril (10h30 – 11h30); 20 de abril (18h00 – 19h00); 08 de maio (10h30 – 11h30); 15 de maio (10h – 11h30); 22 de maio (10h00 – 13h00)

Local: sessões online (Zoom + Moodle da APPBG)

N.º participantes (máximo/mínimo): 30/15

N.º horas de formação: 15
(Nº de horas online síncronas: 7,5 horas; Nº de horas online assíncronas: 7,5 horas)

Abertura de inscrições: 14 de março às 21h00

Fecho das inscrições: 28 de março às 23h59

Preço da ação:
Associados da APPBG com as quotas regularizadas= 30€
Associados da APPBG em situação irregular e não associados = 45€

Condições de admissão e critérios de seriação dos candidatos:
a) 1.ª Prioridade - associados da APPBG com as quotas regularizadas, por ordem de inscrição;
b) 2.ª Prioridade - associados da APPBG em situação irregular e não associados, por ordem de inscrição.

Objetivos e sinopse:
É hoje consensual que a realização de trabalho prático promove a mudança conceptual dos alunos, em particular, se forem proporcionadas atividades do tipo investigativo. A experimentação real aliada à experimentação virtual, nomeadamente através de simulações, constitui um ambiente muito favorável à mudança conceptual e desenvolve a capacidade dos alunos para realizarem previsões e explicações aceitáveis dos fenómenos. Para além disso, o recurso a estas tecnologias contribui positivamente para o desenvolvimento do interesse dos alunos. Neste contexto, propõe-se um curso de formação que promova a conceção de situações de aprendizagem interdisciplinares, inovadoras e integradoras das simulações no ensino das Ciências Experimentais.

 

Objetivos a atingir:
1 – Conhecer as potencialidades do uso de simulações virtuais no ensino das Ciências Experimentais no 3.º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário;
2 – Promover a exploração de diversas simulações interativas e de situações didáticas de base prática, que integrem estes recursos, através do aprofundamento e/ou reconstrução de conhecimento científico e didático;
3 – Dinamizar a construção, implementação e avaliação de materiais didáticos inovadores e interdisciplinares, integrando as simulações interativas;
4 – Promover atitudes de colaboração, reflexão e partilha, entre os formandos, sobre materiais e práticas inovadoras no ensino das Ciências Experimentais.

 

Conteúdos da ação:
Módulo 1. O trabalho prático no ensino das Ciências Experimentais (1 h síncrono + 2 h assíncrono)
- Enquadramento do curso e dos conteúdos a abordar.
- A importância do trabalho prático investigativo (Inquiry) no ensino das Ciências Experimentais.
- Práticas interdisciplinares em Ciências Experimentais.
- Potencialidades da integração curricular das tecnologias digitais.
Módulo 2. Simulações virtuais interativas no ensino das Ciências Experimentais (1 h síncrono + 2 h assíncrono)
- Modelação, visualização e simulação de fenómenos.
- Características das simulações interativas.
Contextos de utilização e potencialidades das simulações interativas.
Módulo 3. Atividades interdisciplinares com recurso a simulações interativas (1 h síncrono + 2 h assíncrono)
- Exploração de atividades interdisciplinares com recurso a simulações interativas.
- Análise e discussão de atividades interdisciplinares com recurso a simulações interativas.
Módulo 4. Organização, implementação e avaliação de atividades com recurso a simulações interativas (1,5 h síncrono + 1,5 h assíncrono)
- Planificação colaborativa de atividades e construção de materiais didáticos com recurso a simulações.
- Partilha e discussão de atividades e materiais didáticos de apoio ao uso de simulações em sala de aula.
Módulo 5. Apresentação e avaliação das atividades e materiais didáticos produzidos para o ensino das Ciências Experimentais (3 h síncrono)
- Partilha das atividades e materiais didáticos desenvolvidos para utilização de simulações em sala de aula.
- Avaliação e discussão em grupo das atividades e materiais didáticos produzidos.

Regime de avaliação:
Os formandos serão avaliados na escala de 1 a 10, de acordo com o despacho n.º 4595/2015. Para obter a certificação, é necessária a frequência de, pelo menos, dois terços do total das 15 horas de formação.

Critérios de avaliação:
- Participação e concretização das tarefas propostas – 50 %;
- Elaboração de um relatório individual sobre o trabalho desenvolvido ao longo do curso, integrando a reflexão sobre o contributo do Curso de Formação na preparação dos professores para conceber atividades interdisciplinares com recurso a simulações virtuais e a planificação de uma atividade, bem como os materiais didáticos de apoio, nas áreas curriculares das Ciências Experimentais – 50 %.

Nota:
Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação de formação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos de Recrutamento 510 e 520.
Para efeitos de aplicação do artigo 9.º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para a progressão em carreira de Professores dos Grupos de Recrutamento 510 e 520.

Registo: CCPFC/ACC-109377/20
Modalidade: Curso de Formação
Destinatários: Professores dos grupos 510 e 520
Formadores: Marisa Correia (Escola Superior de Educação de Santarém)
Local: sessões online (Zoom + Moodle da APPBG)
Data de início: 2021-04-10 10:30:00
Data de fim: 2021-05-22 13:00:00
Mínimo: 15
Máximo: 30
Data limite de inscrição: 2021-03-28 23:59:00
Preço para Sócios com cotas regularizadas: €30
Preço para Não sócios/sócios em situação irregular: €45

  • 2021-06-09 01:07:27

Subsites

X CONGRESSO APPBG

Ciências da Terra e Ciências da Vida: Ensino, Aprendizagem e Avaliação - tendências e perspetivas

Jornadas de Refelexão - Outubro 2014

JORNADAS DE REFLEXÃO: "METAS, PROGRAMAS E EXAMES NACIONAIS DE BIOLOGIA E GEOLOGIA - TENDÊNCIAS E PERSPECTIVAS" 11 de OUTUBRO de 2014

IX CONGRESSO APPBG

SUSTENTABILIDADE NA TERRA: DESAFIOS À GEOLOGIA E À BIOLOGIA

Autonomia e Flexibilidade Curricular, Aprendizagens Essenciais e Perfil dos Alunos

encontro destinado aos docentes dos grupos de recrutamento 110 (1º CEB), 230 e 520 (Ciências Naturais | Biologia e Geologia). Formação privilegiada, objetivando um debate aprofundado em torno do Perfil dos Alunos e do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular, assim como das Aprendizagens Essenciais nos diferentes ciclos de escolaridade